sexta-feira, 7 de março de 2014

Um chip e uma íris, micro sistemas de dados

 Um chip e uma ÍRIS do olho humano. A íris é um pouco maior do que um chip. Um CHIP tem capacidade para armazenar milhares de informações. A íris também tem esta capacidade, ambos são micro sistemas de dados que podem ser acessados por pessoas sempre que necessário. O chip vem sendo indispensável para as comunicações entre os humanos através de meios mecânicos e a íris ainda está sendo de pouca utilidade no Brasil, simplesmente porque o sistema de saúde oficial se recusa a usar este instrumento de diagnóstico acessível, fácil de ser entendido e muito prático no atendimento primário e secundário nos postos de saúde, UPAs e clínicas. Os sinais impressos nas duas írises do doente funcionam como uma escrita e o terapeuta iridologista treinado para interpretar estes sinais, sabe o que eles significam e o diagnóstico é feito em minutos. O brasil precisa colocar esta ferramenta a disposição de todos no SUS, urgentemente.

Nenhum comentário: